Home / Modelos / Modelo de Declaração de Pobreza

Modelo de Declaração de Pobreza

A declaração de pobreza é um documento assinado que tem o objetivo de comprovar que o signatário não tem condições de arcar com os custos do serviço pretendido sem causar prejuízo econômico para o seu próprio sustento ou de sua família.

Também é conhecido como atestado de pobreza ou declaração de hipossuficiência.

É usado, por exemplo, para o cliente ter acesso a Justiça Gratuita, isto é, invocar isenção de custas judiciais e honorários de sucumbência, bem como também obter a isenção da taxa de 2ª via do RG, solicitar documentos em repartições públicas, acesso a benefícios de ordem social, entre outros.

Dessa forma, a Declaração de Pobreza garante ao brasileiro de baixa renda o direito constitucional de acesso à Justiça, bem como a serviços sociais como o requerimento de documentos em repartições públicas.

RESPONSABILIDADES E SANÇÕES LEGAIS CABÍVEIS ÀQUELE QUE SE DECLARA POBRE

Declaração de Pobreza Garante Acesso a Justiça

A declaração de pobreza está prevista na lei 7.115/83, onde o artigo primeiro diz:

A declaração destinada a fazer prova de vida, residência, pobreza, dependência econômica, homonímia ou bons antecedentes, quando firmada pelo próprio interesse ou por procurador bastante, e sob as penas da Lei, presume-se verdadeira.

Porém, é importante informar que a declaração de pobreza e demais previstas na lei visam o benefício do cidadão brasileiro desprovido de recursos financeiros para custear determinado serviço ou demanda judicial, isto é, não deve ser usada para fins escusos.

É por isso que a própria lei exige que o declarante expressamente assuma a responsabilidade legal de declarar a verdade, como diz o artigo 3º da citada lei:

A declaração mencionará expressamente a responsabilidade do declarante.

É por tal motivo que é comum em processos judiciais o Juiz requisitar documentos como a Declaração Anual de Imposto de Renda para a comprovação da pobreza daquele que pobre se declarou.

MODELOS DE DECLARAÇÃO DE POBREZA


Modelo de Declaração de Pobreza Genérico

  • Este modelo de declaração de pobreza não é específico para determinado ato, porém possui um campo onde você deverá preencher com o nome do serviço pretendido, sendo assim um modelo bem versátil.

DECLARAÇÃO DE POBREZA

Eu,________________________________________________ de nacionalidade ________________, estado civil ______________________, profissão _____________________________________, RG nº _________________, CPF n° _________________, residente e
domiciliado(a) na _________________________________________________, no município de ____________________________, Estado de ____________, CEP _____________, sob minha responsabilidade legal , D E C L A R O, nos termos da Lei n° 7115/83, que sou pobre na acepção jurídica do termo, não dispondo de recursos para custear      ( descrição do serviço pretendido ) ______________________________________________________________________________________________________________________________ sem prejuízo do sustento próprio e da minha família.

O disposto é manifestação da verdade.

_________________, ____ de ______________ de 20___.
(Local e data)

_________________________________
(Assinatura)

Modelo de Declaração de Pobreza para acesso à Justiça Gratuita (Processos Judiciais)

Este modelo de declaração de pobreza é específico para ser utilizado em demandas judiciais, sendo ele regido pela Lei 1060/50.

Ele garante que o direito constitucional de acesso a Justiça seja garantido aos brasileiros hipossuficientes e também aos estrangeiros residentes que se encontrem nesta condição (Art. 2º).

O pedido normalmente é feito na petição inicial da ação com a declaração de pobreza anexa, seguindo para apreciação do Juiz.

A declaração de pobreza afirmada nos termos da Lei 1060/50 presume-se verdadeira até prova em contrário, tendo como sanção à falsa declaração provada o pagamento de dez vezes o valor das custas judiciais (Art. 4º, § 1º).

DECLARAÇÃO DE POBREZA

Eu,_____________________________________________________________ de nacionalidade ________________, estado civil ______________________, profissão ______________________________________________________, RG nº _________________, CPF n° _________________, residente e domiciliado(a) na _________________________________________________, no município de ____________________________, Estado de ____________, CEP _____________, D E C L A R O, para fins de acesso ao benefício da gratuidade de Justiça (Lei 1.060/50), que sou pobre na acepção jurídica do termo, não dispondo de recursos para custear as despesas e custas processuais desta demanda sem prejuízo do sustento próprio e da minha família. Assim, declaro ciência das sanções penais que estarei sujeito caso seja falsa a presente declaração firmada.

O que neste instrumento se declara é manifestação da verdade.

_________________, ____ de ______________ de 20___.
(Local e data)

_________________________________
(Assinatura)

Modelo de Declaração de Pobreza para casamento

Com este modelo, caso você não tenha condições financeiras de arcar com os custos do casamento, você poderá realizar o casamento civil sem custo algum. Para mais informações, leia o artigo na ConJur sobre decisão judicial que dá amparo ao casamento gratuito para os que se declaram pobres.

Atente-se que neste modelo, ambos os cônjuges deverão preencher a mesma declaração e assiná-la. Entregando um único documento no cartório.

  • Recomendamos o modelo sugerido pela ARPEN-SP (Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo), o qual você poderá acessá-lo pelo botão abaixo.

Acessar Modelo


Se você gostou deste artigo compartilhe com seus amigos.

Você tem alguma sugestão para outro modelo a ser incluído no site? Não deixe de registrar seu comentário abaixo. Sua participação é muito importante. Até a próxima.

Recomendados para você

317 Comentários

  1. Olá preciso de uma declaracao de pobreza para pensao alimentícia no qual nao estou em situacao financeira para pagar o valor.obrigado

  2. Olá eu tentei casar no civil com gratuidade o cartório mandou meus documentos para um juiz e ele não aprovou eu casar de graça eu e meu marido trabalhamos porém pagamos aluguel temos nome sujo ow devo fazer ?

    • Caroline,

      Sugerimos que você dirija-se à defensoria pública do seu município (Não cobra honorários por atendimento jurídico prestado), e consulte um advogado (Ou consulte algum de sua preferência). Desejamos boa sorte a você, e agradecemos o contato Caroline. GuiaDocumentos.

  3. O cartório de minha cidade alega ter esgotado a cota para celebração do casamento este ano, na qual se realiza 1 por mês.
    Eles disseram para assinar uma lista de espera e quando surgir vaga eles vão chamar.. Ressaltando que a lei não diz sobre estas cotas. O que fazer neste caso?

    • Lorena,

      Sugerimos que você consulte um advogado de sua confiança, ou um da defensoria pública do seu município (Não cobra honorários pelo atendimento jurídico prestado). O advogado irá instruir você sobre seus direitos, bem como explicar a você o que consta na Lei da gratuidade de casamento. Para mais informações, acesse http://casandosemgrana.com.br/da-gratuidade-do-casamento-civil/. Desejamos boa sorte a você Lorena, e agradecemos o seu contato. GuiaDocumentos.

  4. Eu e meu marido queremos casar nos dois trabalhamos mas pagamos aluguel a gente consegui assinar um atestado de pobreza ou n ?qual e o valor que se dever mostrar para poder n precisar pagar o casamento?

  5. Assucena Maisa da Penha

    Olá,tenho 22 anos e meu esposo 23,em minha casa só ele que trabalha e gostaria de me casar.
    Gostaria de saber,caso o cartório ae negue a fazer nosso casamento ou pedirem comprovantes como,carteira de trabalho,contra cheques ou nos mande ir a algum local pegar o atestado.
    Isso seria legal? Caso nao aonde posso procurar meus direitos?
    E como fasso para conseguir a isencao da 2 via da certidao de nascimento?
    Agradesco….

  6. Vanderlei de Almeida dos Santos

    preciso de uma declaraçao para obter 2 via o RG como eu consigo pois estou desempregado

    • Olá Vanderlei, verifique no posto de atendimento e emissão do RG as regras de isenções (variam de Estado para Estado). Normalmente, se aplicável, no próprio posto é fornecido o formulário de pobreza.
      Grande abraço.

    • Daniela Rodrigues Pereira

      Olá estou precisando tirar uma segunda via do rj da minha filha para ela trabalhar no jovem aprendiz,não tenho condiçoes de pagar ,o que faço.

      • Daniela,

        Segundo o PoupatempoRJ (http://www.rj.gov.br/web/poupatemporj/exibeconteudo?article-id=167836&assunto=Documentos), estão isentos do pagamento da taxa pela segunda via, disposto no Art° 13 da constituição estadual, cidadãos que recebem salário mínimo, desempregados, e reconhecidamente pobres. Veja:

        “Atendendo ao disposto no art. 13 da Constituição Estadual, estão isentos do pagamento da taxa estadual de serviço aqueles que percebem até um salário mínimo, os desempregados e os reconhecidamente pobres, na forma da lei. Para comprovação desta condição, deve ser apresentada declaração de isenção emitida pela Fundação Leão XIII ou documento da Defensoria Pública ou de Autoridade Judicial.

        Sugerimos que você procure ajuda com a defensoria pública do estado (http://www.defensoria.rj.def.br/), ou com a fundação Leão XIII (http://www.leao.rj.gov.br/). Agradecemos o seu contato Daniela. GuiaDocumentos.

  7. Preciso autenticar minha cópia de diploma para me inscrever num concurso.
    Estou sem registro na carteira desde 2012 e sem trabalhar há 5 meses (era estagiaria com contrato) consigo esse serviço atestando pobreza?

  8. Este link de Modelo de Declaração de Pobreza para casamento está indisponível. Por favor, como posso retirar um mesmo modelo deste?

  9. Oi, quem e responsável por emitir essas declarações?

    • Luanir, na maioria das vezes o próprio cidadão deve se declarar pobre através do preenchimento de um formulário (como este aqui) ou de próprio punho (manuscrito em papel comum, sem modelos). Alguns órgão públicos já disponibilizam ao usuário formulário para este fim, para agilizar o atendimento. Em outras ocasiões, pode lhe ser solicitado pelo órgão que a declaração de pobreza seja emitida pelo CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) do município, após analisarem a situação econômico-social do solicitante (checagem da carteira de trabalho, seguro desemprego, etc).
      Esperamos ter esclarecido sua dúvida Luanir.
      Grande abraço e boa semana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *