Home / Documentos de Viagem / Visto Americano / Seu Visto Americano foi Negado? Aprenda as soluções e os principais motivos que ocasionam a negativa [e como contorná-los]

Seu Visto Americano foi Negado? Aprenda as soluções e os principais motivos que ocasionam a negativa [e como contorná-los]

Um dos maiores medos (senão o maior) dos solicitantes do visto americano é ter o visto americano negado.

Nesta hora, muitos entram em desespero, pois preencheram o formulário DS-160 corretamente e procederam tudo conforme as instruções da Embaixada Americana.

E, mesmo assim, receberam a temida carta de negativa do visto americano.

Acalme-se.

Lembre-se que a decisão de aprovação do visto é arbitrária, isto é, depende da vontade do agente consular que o atender.

É possível você ter seu visto negado, mesmo apresentando todos os documentos e ter o perfil sem nenhum fator negativo (muito raro de ocorrer, mas não impossível, infelizmente).

Continue conosco, pois este artigo será de muita utilidade, tanto para quem teve o visto negado, quanto para quem ainda não finalizou (ou ainda nem iniciou) o processo de aplicação para o visto americano.

Este artigo irá lhe ensinar o que fazer caso tenha seu visto americano negado e também, caso ainda não tenha passado pela entrevista do visto americano, quais são os motivos mais usuais que ocasionam a negativa do visto.

Visto Americano Negado – Principais motivos que ocasionam a negativa do Visto

Visto Americano Negado

Ao ter um visto americano negado, o solicitante receberá uma carta com a motivação da negativa, juntamente com o Passaporte.

Veja quais os principais motivos que ocasionam a negativa do visto:

1º (e mais importante) – Não demonstrar laços e vínculos com o Brasil

Isso quer dizer que sem a comprovação de vínculos duradouros, como família, emprego e bens no Brasil, dificilmente a pessoa terá um visto concedido.

Segundo o Consulado, essas garantias, dão o aval de que o viajante não pretende “engrossar as fileiras de imigrantes ilegais em território Americano”. (Seção 214b.)

2º – Não comprovar recursos financeiros suficientes para custear a viagem

Não comprovar de forma eficiente de que dispõe de recursos financeiros para a realização da viagem e os meios necessários para se manter durante a viagem.

Essa comprovação, geralmente se faz por apresentação de declaração de IR (Imposto de Renda), comprovantes de contas bancárias, apresentação de Holerites de pagamentos e contracheques.

Essa prova também é exigida quando um terceiro irá pagar pela viagem, isto é, o patrocinador da viagem (sponsor ou simplesmente o fiador).

3º – Erro(s) no preenchimento do Formulário DS-160

Erros ou discordância das informações prestadas no preenchimento do formulário DS-160 ou a falta deles (omissões), poderão ocasionar a negativa do visto, segundo interpretação Consular. (Seção 221g.)

É de extrema importância que todas as informações inseridas no formulário DS-160 estejam corretas.

Por isso, é importante a honestidade.

Se o Cônsul verificar que você pode estar mentindo ou omitindo algum dado ou circunstância, fatalmente você terá o visto americano negado.

4º – Pessoas com perfil Inelegível ao Visto Americano

Existem algumas pessoas que se enquadram em um perfil que os tornam inelegíveis à obtenção do visto americano.

É o caso de pessoas portadoras de doenças infectocontagiosas, condenados de crimes, deportados dos EUA, pessoas procuradas pela justiça, investigados com suspeita de envolvimento com terrorismo, entre outros motivos excepcionais ou de segurança nacional.

5º Má conduta na entrevista

Entenda por má conduta, o excesso de nervosismo e resposta inadequada às perguntas do entrevistador, gerando desconfianças e incertezas no mesmo.

As perguntas feitas pelo agente consular na grande maioria das entrevistas serão as mesmas.

Usualmente as perguntas são curtas e objetivas.

Com isso em mente, sempre as responda da mesma maneira: de forma clara e objetiva.

Veja nossas dicas para a entrevista do visto americano. Lá listamos as perguntas frequentes na entrevista do visto americano.

Quando requerer novamente o Visto Americano?

Visto Americano Negado - Colagem de imageins das estátua da liberdade com a cártula do visto americano

Uma vez declarada a negativa do visto, será apontado o motivo da recusa.

Veja abaixo os 2 motivos mais comuns de negativa do visto:

Motivo de recusa pela Seção 214(b)

Essa negativa, permite ao requerente tentar novamente quando bem entender.

É necessário compreender o que motivou a recusa da aprovação do Visto.

Geralmente, a Autoridade Consular não se convenceu de que o requerente tem vínculos fortes ou é capaz de se manter durante a viagem, e por isto, a negativa do Visto.

O requerente deverá, em caso de nova tentativa, anexar documentos que possam convencer a autoridade Consular a emitir o Visto Americano.

Se o solicitante decidir solicitar novamente o visto, será necessário realizar um novo agendamento, pagar uma nova taxa de visto e comprovar que houve uma mudança em sua situação desde a solicitação anterior do Documento.

Há também casos em que não há explicação aparente para a não emissão do Documento. Nestes casos, o livre-arbítrio deve ser exercido.

Motivo de recusa pela Seção 221(g)

Essa negativa, 221(g), é quando o entrevistador interpreta que faltam documentos comprobatórios.

Ao receber a carta motivo da recusa, ela indicará a provável lista de documentos que deverão ser apresentados para que a emissão do visto seja efetuada.

A carta também trará instruções de sobre como enviar os documentos adicionais.

O solicitante não terá que pagar novamente a taxa MRV.

O envio dos documentos adicionais requeridos deverá ser feita em um prazo máximo de 01 ano, ou a solicitação pendente será encerrada.

Se houver, ainda, um informe de que o requerimento está sob análise administrativa, o prazo de um ano não terá efeito.

Se documentos adicionais forem requeridos, o requerente será contatado.

Conclusão

Como vimos, mesmo tendo a aplicação do Visto Negada num primeiro momento, é perfeitamente possível fazer o pedido novamente e ser bem sucedido.

A carta de negativa do visto deve ser analisada com atenção e obedecida à risca, quando houver solicitação de documentos.

Lembre-se que existem várias empresas que fazem assessoria para tirar o visto americano.

Leve em consideração esta opção, caso não tenha certeza das exigências contidas na carta de negativa.

Algumas empresas possuem expertise de anos no mercado e com toda certeza podem ser a solução.


Para mais informações acesse a página de informações sobre negativa de vistos da Embaixada Americana.

Esperamos que estas informações lhe ajudem a obter o visto americano mesmo após obter uma negativa.

Não se esqueça de compartilhar estas informações através dos botões sociais logo abaixo.

Curta nossa página no Facebook para receber dicas em primeira mão.

Até o próximo artigo!

Imagem: Pixabay

Fonte: Embaixada dos Estados Unidos


Você acabou de ler um artigo que faz parte de uma série de artigos sobre o visto americano. Para acessar o índice de artigos clique aqui.


Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Sistema Revelado - Como GANHAR DINHEIRO na Internet

Leia também

9 Dicas de Especialistas que irão aumentar suas chances na Entrevista para o Visto Americano

Já fez todos os passos da aplicação para o Visto Americano, incluindo o temido formulário …

172 Comentários

  1. boa tarde, tive o meu vista do meu esposos e filhas de 7 e 11 anos negado em 2016, gostaria de tentar novamente, preciso levar as crianças ou vou só eu e meu esposo???

  2. Olá, quero tirar o visto americano, e tenho umas dúvidas, no caso da escritura da minha casa, está no nome do meu sogro num terreno que não foi desmembrado, eu posso dizer ou colocar na ds-160,né? Só não tenho documentos e outra coisa, eu poderia fazer uma declaração em cartório e levar no dia da entrevista, não posso??

    • Rosileide,

      Informações sobre bens, não são requeridas no preenchimento do Formulário DS-160. Somente na entrevista consular (a título de comprovação de vínculos com o país de origem), que pode ser requerido pelo oficial consular para comprovação de bens (Nem sempre o oficial consular solicita ver tais documentos) como prova de vínculos com o país de origem. Se achar que o documento é importante para comprovar que possui bens (como vínculos), você deve sim estar com o documento em dia, pois dúvidas do oficial consular podem resultar em negativa de emissão do Visto. Agradecemos o seu contato Rosileide. GuiaDocumentos.

  3. Olá, bom dia! Tive meu visto negado junto com meu esposo e filha, fomos ao casv no Recife, colhemos as impressões e tiramos fotos, e nos passaportes foram colados adesivos c as siglas SD, não entendi, mas tudo bem… fomos ao consulado. Começou a entrevista:
    Cônsul: Bom dia
    Nós: Bom dia
    Cônsul: Família?
    Nós: Sim
    Cônsul: Vc faz o que?
    Eu: Sou secretária (na DS constava Aux de escritório, é o que consta na minha carteira de trabalho, mas na hora não me veio esse nome a cabeça, falei secretaria) creio que já contou ponto negativo.
    Cônsul: Vc faz o que?
    Esposo: Sou gerente comercial
    Cônsul: Quanto tempo de empresa?
    Esposo: 10 anos
    Cônsul: Qual a sua renda?
    Esposo: 7.000
    Cônsul: Bruto ou Líquido?
    Esposo: (SE ATRAPALHOU), bruto
    Cônsul: Liquido, quanto é?
    Esposo: (MAIS ATRAPALHADO AINDA) Em torno disso mesmo 🙄
    Cônsul: Vc estuda?
    Eu: Não
    Cônsul: Vc estuda?
    Esposo: Sim, faço pós em ciências da religião (SÓ QUE NÃO CONSTAVA ESSA INFORMAÇÃO NA DS, confesso, erro meu em não colocar, eu não vi nenhum campo pedindo essa informação no formulário que a acessoria contratada nos mandou
    Cônsul: Faculdade?
    Esposo: Fatin
    Cônsul: A criança estuda?
    Eu: Sim
    Cônsul: Qual o valor da mensalidade?
    Eu: xxxxx
    Cônsul: Casa própria ou alugada?
    Eu: (TENHO CASA PRÓPRIA MAS NÃO INFORMEI NA DS POR MEDO DE PEDIREM O DOCUMENTO, EU NÃO TENHO ESCRITURA EM MEU NOME) alugada, tenho o contrato. (MEU ESPOSO MORA EM OUTRA CIDADE POR CAUSA DO TRABALHO, E LÁ ELE PAGA ALUGUEL, ENTÃO LEVEI O CONTRATO E OS TRÊS ÚLTIMOS RECIBOS DE PAGAMENTO)
    Cônsul: Pagam quanto de aluguel?
    Eu: xxxx
    Cônsul: Já viajaram em família para algum lugar do Brasil?
    Eu: Sim, Recife, Natal, Rio Grande do Norte ESPOSO: Rio Grande do Sul EU: Sim sim, Gramado… (HOUVE UMA CONFUSÃO ENTRE RIO GRANDE DO NORTE E DO SUL, CONFUNDI TUDO)
    Cônsul: Abra a sua carteira de trabalho por favor?
    Esposo: NÃO TROUXE
    Eu: mas tenho os holerites e o IR, serve?
    Cônsul: NÃO

    PERDI AS ESPERANÇAS! Como eu moro em uma cidade e ele em outra, pedi que separasse todos os documentos e levasse, estava certa de que ele havia levado tudo, mas ele havia esquecido a bendita carteira de trabalho.

    RESULTADO: Vcs não estão aptos ao visto americano, bom dia. Aliás, quando a vi juntar os passaportes, já perdi as esperanças, já poderia ir embora sem precisar ouvir a famosa frase que foi negado.

    Cometemos VÁRIOS DESLIZES, mas em momento algum falamos algo que não existia. O que eu omiti (minha casa própria), levei docs provando que pagava aluguel. Salário estava correto 7.000 bruto que foi o que o acessor que preencheu a DS pediu, houve essa confusão sobre a questão líquido x bruto, mas não foi inventado. Tempo de empresa meu esposo vai entrar para os 11 anos na mesma empresa, faculdade dele em ordem, IR no valor de 60.000 declarados, aparentemente tudo certinho e negado.

    Sai de lá descontrolada de tanto chorar! Poxa, eu vivi isso, me dediquei, era todo tempo ligando na acessoria pra saber o que levar e o que não levar, o que vestir, como me portar… nadar nadar e morrer na praia, foi horrível! Só quem leva um não na cara sabe o quão terrível é.

    Vamos tentar novamente, eu não quero mais mas o meu esposo quer… não queria mais submeter minha filha de 6 anos a esse tipo de situação, pois foi difícil convencê-la de que ela não iria ver as princesas por enquanto. So que agora já estou de mudança para a cidade onde o meu esposo está, estou saindo do trabalho e vou abrir uma MEI, pois sempre fiz um trabalho a parte com lembrancinhas personalizadas para festas em geral, vou correr atrás de escriturar minha casa, estou retomando minhas aulas na faculdade que estava trancada, enfim, muita coisa no meu novo DS serão mudadas, e não é apenas para tirar o visto, é necessidade mesmo. No DS eu só falei o que poderíamos provar, o que não poderia ser provado não foi mencionado, e é justamente atrás dessa regularização que estou correndo. Mesmo tendo quase tudo trocado, será que numa próxima tentativa poderemos ser aprovados ou seria mais uma negação de cara? Eu não estou pronta psicologicamente para um outro não. Devo ou não tentar?

    • Lidiane,

      Lamentamos saber que o seu documento de viagem foi negado. Infelizmente, informações confusas e desconexas suscitam dúvidas no oficial consular, que acaba negando a emissão do documento. Cremos que você deve tentar novamente sim, no entanto, sugerimos que você analise a possibilidade de contratar ajuda com profissionais especializados em Visto Americanos (despachantes: https://guiadocumentos.com.br/despachantes-para-visto-americano/), pois por experiência profissional, estas pessoas podem ajudar você com informações e orientações corretas (O único inconveniente é a agregação de custos de honorários dos mesmos ao seu processo de requerimento do documento). Caso deseje tentar novamente, de forma particular, sugerimos que você mentalize mentalmente o que dirá ao oficial consular na entrevista. Lembre-se que a entrevista consular é apenas uma, “confirmação”, da informações prestadas no DS-160, e que na sua última entrevista, disse a verdade da informações prestadas, porém teve a infelicidade de não conseguir explicá-las de forma clara e concisa ao oficial consular.
      O que decidir Lidiane, desejamos boa sorte, e esperamos que o seu documento seja aprovado. GuiaDocumentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *