$ Renda Extra?
Home / Seguros / Seguro Viagem para Europa: Como evitar os erros mais comuns na hora de contratá-lo [que podem lhe custar muito caro]

Seguro Viagem para Europa: Como evitar os erros mais comuns na hora de contratá-lo [que podem lhe custar muito caro]

Seguro Viagem Europa – Quando planejamos nossa viagem para Europa sempre lembramos de reservar as passagens, arrumar bem as bagagens, checar roteiros e mapas, conferir os documentos de embarque, mas quase nunca lembramos do seguro viagem.

Afinal, os preparativos da viagem são tão excitantes quanto a própria viagem, não é mesmo?

Aquela expectativa de paisagens lindas, lugares novos, sensações novas, gente nova e o principal, a tranquilidade.

Diante de tal esperança, esquecemos que algum imprevisto pode acontecer e nos pegar de surpresa, arruinando tudo o que era para ser maravilhoso.

E o pior é que sempre achamos que nunca seremos os “escolhidos”.

Mas você acha mesmo que nada pode dar errado em sua viagem?

Nas próxima linhas você vai saber mais sobre o seguro viagem (com cobertura de saúde obrigatória para quem vai para Europa) e como ele pode lhe ajudar a evitar uma enorme dor de cabeça.

O que é o Seguro Viagem?

Quando planejamos uma viagem internacional, nunca podemos descartar a possibilidade de gastos imprevistos aparecerem, como no caso de emergência médica originada por um acidente, levando a uma lesão corporal ou até mesmo em caso de doença contraída no exterior.

Uma viagem a um país estrangeiro sempre nos colocará em exposição a outros fatores climáticos e até mesmo microbiológicos bem distintos do meio em que estão nossas raízes.

Algumas pessoas reagem a estas mudanças climáticas e de meio de forma mais negativa que outras, apresentando sintomas e até mesmo crises severas ocasionadas por tais fatores.

Os valores cobrados por atendimento médico imprevisto no exterior poderá comprometer drasticamente todo planejamento financeiro adotado, podendo levar a vultoso endividamento ou até mesmo à ruína.

Veja este exemplo do bebê que nasceu prematuro nos EUA na viagem de férias dos pais e também um outro caso ocorrido na Turquia, onde gerou uma matéria do Fantástico.

É para tais imprevistos que a ideia de um seguro viagem aparece, a fim de garantir que o risco ocorrido não leve o viajante a gastos excessivos e desproporcionais.

Afinal, quando viajamos, principalmente a turismo, não queremos dores de cabeça; e certamente se precaver de riscos os quais todos nós estamos sujeitos poderá ser o divisor de águas entre uma terrível viagem e uma maravilhosa experiência.

No entanto, muitas pessoas confundem os produtos assistência de viagem e seguro viagem, supondo tratar de mesma coisa.

É um erro muito comum supor de tal maneira e é importante você saber a diferença e não cair na conversa de corretores oportunistas.

Pôr-do-sol em Paris - Para viajar à França é necessário seguro viagem europa
Paris, França.

Diferença entre assistência de viagem e seguro viagem

Quando o viajante está amparado por uma assistência de viagem, ele não necessitará arcar com as despesas médicas ou odontológicas em caso de acidente no exterior.

Pois, ele já conta com uma rede conveniada para assisti-lo, não necessitando desembolsar nenhum valor pelo atendimento até o limite contratado.

Basta contatar a central de atendimento para ser informado do hospital conveniado mais próximo.

Quando se trata de seguro viagem, em caso de acidentes ou outros sinistros, o segurado deverá arcar com as despesas geradas e, após, deverá solicitar o reembolso de todas as despesas, mediante apresentação dos comprovantes e documentos solicitados pela seguradora.

Cada modalidade traz seus pontos positivos e negativos. Tudo irá depender do perfil da sua viagem.

O importante aqui é conversar com seu agente de viagens ou corretor de seguros de confiança e chegar a uma conclusão sobre qual produto melhor irá se adequar a você.

Coberturas usuais do seguro viagem

O seguro viagem não só representa cobertura médica (emergência médica – acidentária ou por doença), mas é muito comum a inclusão de algumas outras coberturas adicionais no contrato como:

  • Furto, perda ou dano à bagagem
  • Furto, perda ou dano a documentos de viagem
  • Despesas médicas, hospitalares e/ou odontológicas
  • Cancelamento do voo ou conexão
  • Atrasos aéreos decorrentes de mau tempo
  • Regresso sanitário
  • Traslado médico
  • Morte acidental em viagem
  • Morte em viagem
  • Invalidez permanente total ou parcial por acidente em viagem
  • Cancelamento de reservas
  • Repatriação funerária e gastos funerários
  • Retorno de menor de idade
  • Evacuação emergencial
  • Gravidez – verifique as regras com a seguradora, pois usualmente são variáveis de agência para agência, nesse caso específico.

Dica: Revele todos os seus planos para o corretor ou agente de viagem a fim de que ele possa traçar o seu perfil de risco. Esportes radicais, por exemplo, tem coberturas diferenciadas, assim como casos de doenças preexistentes.

É por isso que o viajante deve sempre estar atento para as exigências quanto ao seguro viagem e suas coberturas, assim como ocorre com as vacinas, antes de viajar para um país estrangeiro, visto que cada qual tem a liberdade de fazer as exigência que bem quiser. Por tal motivo que o planejamento é fundamental.

Em que momento começa e termina a vigência do seguro viagem?

A vigência das coberturas de risco passam a vigorar a partir do embarque (data inicial) e se extingue com o último desembarque (data final).

O seguro viagem contratado deverá ser específico para o período e locais em que o visitante irá se deslocar durante a viagem.

Caso o lapso temporal do seguro contratado termine e a viagem se estenda, as coberturas não estarão mais em vigência e o ora segurado estará por conta e risco.

Passageiro no interior de carro trafegando olhando o espelho retrovisor. Família em férias amparada por seguro viagem europa

Antes de viajar

Existem países, além dos membros do Espaço Schengen e da União Europeia, como Austrália e Estados Unidos, e mais outros que exigem no desembarque a apresentação de comprovante de seguro de viagem com as coberturas mínimas que tais países exigem.

Por isso, informe-se com a sua agência de viagem sobre a legislação do país destino e se o seu seguro contratado atende as exigências estipuladas.

Quanto custa o seguro viagem?

Contrário do que muitos de nós pensamos, o custo pago em prêmio para contratação do seguro viagem é relativamente baixo, girando em torno de 3 a 5 por centro do valor da viagem.

É claro que o valor do prêmio dependerá do período e das coberturas contratadas, tudo para adequar ao perfil do segurado.

Quando se trata de preço, vale a pena pesquisar na internet cotando nas seguradoras mais tradicionais do mercado. A grande maioria conta com sistema de cotações do seguro viagem online, facilitando muito a sua vida.

Outro fator a considerar na contratação do seguro é quanto ao suporte no exterior. Verifique se a central de atendimento no exterior é em língua portuguesa e de atendimento ininterrupto.

Preciso contratar um seguro viagem para visitar os países do espaço Schengen?

Sim. Caso sua viagem a Europa tenha como destino um ou mais países membros do Tratado de Schengen, é obrigatória a contratação do seguro viagem, com coberta mínima no valor de trinta mil euros.

A contratação do seguro viagem poderá ser feita usualmente com a própria agência de viagens ou diretamente com uma corretora autorizada.

Como bem sabemos, no Brasil existe uma gama elevada de seguradoras, muitas mundialmente atuantes, cabe, então, ao interessado pesquisar as coberturas e cotações.

Muitas delas disponibilizam sistemas de cotação online, sem a necessidade de se deslocar até uma agência.

Lembre-se que o seguro deve cobrir todos os territórios do Espaço Schengen por onde você irá se deslocar, bem como para o número de dias de sua estada em solo Europeu.

Esta medida prevista no Acordo visa garantir, em primeiro lugar, a segurança do viajante, permitindo que o mesmo tenha acesso a tratamento médico em caso de emergência ou até mesmo em casos menos graves, onde seja necessário uma simples consulta em um posto de pronto atendimento.

Conclusão

Como você constatou neste artigo, se você pretende pisar na Europa será necessário a contratação do seguro viagem.

Com essas nossas dicas você poderá pesquisar minuciosamente entre as companhias seguradoras e encontrar o melhor custo benefício em relação ao preço, coberturas e garantias, até encontrar o produto que melhor satisfaça seu perfil e orçamento.

Aproveite os sistemas online que as grandes companhias de seguro oferecem e faça várias cotações!

Desejamos que a sua viagem seja inesquecível e claro, sem sinistros!

Imagem de Flickr e Pixabay.


Se você gostou dessas dicas compartilhe este artigo usando os botões sociais abaixo.

Salvar

Sistema Revelado - Como GANHAR DINHEIRO na Internet

3 Comentários

  1. Adorei as dicas, parabéns pela postagem.

  2. Vale a pena ir pra europa agora mesmo com o real desvalorizado ou será que é melhor esperar um pouquinho?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *